Como usar o crédito consignado sem se enrolar

Como usar o crédito consignado sem se enrolar

Os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional da Segurança Social) pegaram R$16,7 bilhões a mais em empréstimos consignados no ano passado. Em comparação ao que foi emprestado em 2016, a alta no volume concedido é de 35%.

O crédito consignado tem algumas vantagens em relação a outros tipos de empréstimo. A prestação é descontada diretamente do benefício e a taxa de juros é mais baixa do que as cobradas em outras modalidades, por exemplo.

Mas isso não significa que o dinheiro do consignado seja barato. Os juros podem chegar a 25% ao ano – muito acima dos 2,07% do reajuste anual dos benefícios do INSS. Por isso, antes de assumir esse tipo de dívida, é importante avaliar os riscos, o impacto das parcelas no orçamento mensal e as melhores ofertas do mercado.

O consignado pode ser uma boa opção para quem está enrolado no cartão de crédito ou no cheque especial. Essas modalidades têm mais de 300% de juros ao ano e podem levar à bola de neve do endividamento.

Mas não adianta pegar o empréstimo, pagar a dívida e dois meses depois voltar a ficar pendurado no limite do cheque especial ou no rotativo do cartão de crédito, alertam os especialistas. Nesse momento, será preciso reorganizar o orçamento e cortar gastos desnecessários.

O aposentado pode comprometer até 30% do valor do benefício com prestações do consignado comum, e 5% com a parcela mínima do cartão de crédito consignado. Mas o ideal é não usar todo o percentual da chamada margem consignável.

 

Quando o consignado vale a pena?

É preciso analisar cada situação em particular, mas o consignado costuma ser vantajoso se a pessoa precisa se livrar de dívidas mais caras ou em casos de emergência. Os especialistas NÃO recomendam utilizar o empréstimo em nome de parentes e amigos e nem para aumentar a sua renda.

 

Fonte: Jornal Agora

 

MPA Advogados Associados

Campinas: Rua Conceição, 233, sala 1310 – Centro

Cosmópolis: Rua João Aranha, 636 – Centro

Contato: (19) 3236-3468 | (19) 3512-8234 | contato@advocaciampa.adv.br

www.advocaciampa.adv.br

No Comments

Post A Comment

× Como posso te ajudar?