Aposentado já consegue empréstimo consignado com menor taxa

Aposentado já consegue empréstimo consignado com menor taxa

Os aposentados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) já podem contratar o crédito consignado com juros menores. A taxa de 2,08% ao mês foi implantada pelo governo no final de setembro, mas só começou a valer oficialmente no último dia 06 de novembro, com a publicação de uma resolução no Diário Oficial da União.

Antes, os juros mensais do crédito consignado, empréstimo que tem desconto direto no benefício, eram de até 2,14% ao mês. Como o novo percentual, por ano, a taxa caiu de 29,8% para 29%. Mesmo assim, o educador financeiro Edward Cláudio Jr., do DSOP, alerta que o aposentado deve pensar bastante antes de assumir tal dívida, uma vez que os juros ainda são altos. Simulações feitas por ele mostram que, no caso de um empréstimo de R$ 15 mil para ser pago em seis anos, a parcela mensal cairá de R$ 410 para R$ 403. Ao final do contrato, o aposentado pagará R$ 29.065,68, quase o dobro do valor emprestado.

A medida publicada na semana passada também reduziu os juros do cartão de crédito consignado de 3,06% ao mês para 3%. Pela lei, o aposentado pode comprometer até 30% da sua renda com o crédito consignado e 5% com o cartão de crédito, totalizando 35%. Para especialistas, porém, o ideal é comprometer, no máximo, até 20% do benefício mensal para não se enrolar com as dívidas.

 

O que dizem os bancos:

– Santander: oferece os novos juros, de 2,08%, desde o dia 3 de outubro.

– Caixa Econômica Federal: tem a taxa menor há algumas semanas.

– Itaú: tem a taxa de 2,08% mesmo antes da publicação oficial.

– Bradesco: alterou a taxa para 2,08% ao mês no último dia 03 de novembro.

– Banco do Brasil: oferece consignado com taxas a partir de 1,62% ao mês, dependendo do perfil do cliente e do prazo contratado.

 

Cuidados na contratação

Embora os juros do consignado sejam os mais baixos do mercado, o aposentado tem que tomar cuidado. Confira 5 dicas:

  1. Tenha um objetivo: tome o empréstimo já pensando no que precisa pagar com ele.
  2. Não faça dívida para ajudar parentes ou amigos: em hipótese alguma deve-se tomar crédito para outras pessoas, pois se o amigo ou parente não pagar, o aposentado é quem ficará com a despesa.
  3. Fique ligado nos juros: ao contratar, peça os juros mensais e a taxa consolidada ao ano.
  4. Respeite seu limite: confira quanto você pode comprometer com o consignado.
  5. Faça o empréstimo em caso de emergência: pegue o dinheiro emprestado se realmente não tiver mais de onde tirar para alguma emergência.

 

Ainda tem dúvidas sobre o empréstimo consignado? Entre em contato com a MPA e nós respondemos as suas questões: (19) 3236-3468.

 

Fonte: Jornal Agora

No Comments

Post A Comment

× Como posso te ajudar?